10 Novembro, 2009

Novo blog

Este blog foi invadido por vírus e pela pouca vontade de eu o continuar. Mas compenso com isto: http://laemcasamandoeu.blogspot.com/

10 Agosto, 2009

18 Julho, 2009

€€€€€€€€€

"Bom, mais um que se transferiu para o Porto para daqui a 2 ou 3 anos sair por 25 ou 30 milhões"

A frase é de um leitor da Marca que comenta a transferência de Falcao e o Expresso recorda-a hoje para mostrar que o FCP é o clube europeu com mais lucros nas vendas de jogadores este século.

03 Julho, 2009

Ouvir ao minuto 3.45

O negócio mais estranho do mundo

http://www.fcporto.pt/Noticias/Futebol/noticiafutebol_futmensagemlucho_030709_44513.asp

13 Junho, 2009

Final da Champions, com o devido atraso

Este ano confesso que me foi difícil ver os jogos da Champions a partir das meias. Aliás, bem vistas as coisas, nem há nada de muito novo nisto: sempre que o Porto é eliminado aquilo para mim parece que perde a piada. Afinal, é só uma Taça, não é?

Bem, mas este ano havia aquele Barça. Eu, que desde sempre assumi que esta é a minha "segunda equipa" (termo que odeio, porque não pode existir uma segunda equipa na minha vida), ou seja, não sou como certos vendidos que agora se lembraram que ser do Barcelona é que faz sentido (:P), sabia que isto ia acontecer. Ia aparecer por aí um Barça que ia deixar todos de boca aberta. Acontece sempre o mesmo, de uns dez em dez anos. Lá vem aquela super equipa que engole todos e nos deixa colados à televisão para tentar perceber como é que aquilo se faz - nunca percebi muito bem.

Aquele Barça que me levou para um pequeno café na minha terra emprestada, que virou Catalunha quando o Iniesta fez aquela maldade - e como eu gosto de maldades! - ao chelsea. Não era possível ficarmos sentados. Tivemos de saltar e festejar o golo. Como se por baixo de nós estivesse alguém a empurrar-nos no sentido do céu, onde este Guardiola já merece estar.

E depois, a final. Não a vi porque estava a trabalhar. Ou melhor, podia ter visto, porque o meu trabalho era a campanha do Bloco e eles pararam para ver o jogo. Mas tinha de escrever... Ia perguntando o resultado sem sequer olhar para o ecrã, porque custava-me mesmo não estar a ver aquilo. Até que, como se algo estivesse ali por baixo de mim, algo me levantou os olhos e vi.

Vi Messi a saltar e a cabecear para lá para dentro. Sim, ele mesmo. Um rapaz de metro e meio. Como é que é possível?!?! Fácil: eu - e muitos outros aposto - estávamos mesmo ali, por baixo dele, a empurrá-lo para o troféu mais do que merecido de melhor do mundo. Bem, na verdade até eu dei um jeitinho à cabeça, só para chatear o outro.