19 junho, 2006

Portugal - Irão

Estou a gostar deste Mundial. De 90 não me lembro de nada, de 94 lembro-me de torcer pela Itália nem sabia porquê, de 98 lembro-me da pouca qualidade, de 2002 lembro-me dos roubos de arbitragem. Este, não sei porquê, mas tem sido diferente.
As grandes equipas estão todas lá e, à excepção de um ou outro deslize que ainda vão a tempo de ser corrigidos, ganham e convencem. Viram a Argentina? Parece fácil jogar assim...
Os grandes jogadores também dão nas vistas. Olhem o Brasil. Não joga nada, é assobiado e tal. O Ronaldinho passa para o Ronaldo como quem não quer a coisa, o gordo troca-se todo com a bola e passa para o Adriano, e este quase nem precisa de se mexer para pô-la no sítio certo.
Os "pequenos" tentam milagres e, apesar de ainda não terem havido grandes surpresas, dão sempre luta. Ainda hoje o Togo perdeu 2-0 com a Suiça mas quem viu sabe que o resultado engana, até porque não foi assinalado um penalty a favor do Togo. Ou então falemos do Gana, que deu uma lição de futebol aos "grandes", quando a ganhar um jogo determinante continuou a dar espectáculo (à sua medida, claro) e a jogar para marcar.

Acima de tudo, tenho gostado de ver futebol. Gosto do atrevimento do Equador, da simplicidade da Alemanha, do pragmatismo da Inglaterra, do espectáculo da Argentina, da objectividade da Holanda, da união da Itália, da maluqueira do Gana, da táctica da Austrália, do Brasil que é sempre o Brasil, da "velha" França (com velhos como Zidane, Henry e Vieira quem é que precisa de gente nova??), da jovem Espanha, da persistente Coreia do Sul, da organizada Tunísia e de todas as selecções cujos resultados não têm sido grande coisa mas que mostram que têm a lição bem estudada.

Neste Mundial, a única coisa que se dispensava, para mim, era o grupo D. O México, "o favorito", não tem metade do valor de outros Méxicos. Angola é aquilo que toda a gente sabe: 11 gajos cheios de vontade e, pronto, é só isso. O Irão já é mais organizado e tal, mas também não passa disso. E há Portugal, "o quase campeão mundial" para os portugueses, que ainda deve estar para perceber como é que estes adversários conseguiram o passaporte para o Mundial.
Sinceramente, mete dó ver os jogos deste grupo. Ainda não se viu aqui uma grande equipa, um jogador que se destaque, tácticas ou técnicas supreendentes. Porra, para o melhor golo marcado neste grupo foi preciso o Deco escorregar!
Eu, que tento ver todos os jogos, não imagino o que pensam os estrangeiros que fazem o mesmo quando estão a ver estes jogos. Deve ser complicado para um Sérvio saber que tem uma grande equipa, ir parar ao grupo C quando o D é já ali à beira.
A sério, alguém me explica como é que uma Costa do Marfim é eliminada quando jogou nas duas partidas bem melhor que o México? Como é que sai a fava a uma Ucrânia que leva 4 da Espanha, mas Angola tem direito a dar luta? Como é que o Uzebequistão não está no Mundial, mas o Irão está? Como é que o Brasil é criticado e Portugal é elogiado?

Dizem que Portugal jogou melhor; eu acho que a única diferença de um jogo para o outro se chama Deco. Dizem que nunca tínhamos sido apurados tão facilmente e há valor nisso; eu acho que nunca ninguém esteve com Angola, Irão e México no mesmo grupo. Dizem que o mérito é do seleccionador; eu acho que trocar o Maniche pelo Petit, o Deco pelo Tiago e o Figo pelo Simão num jogo como este foi de génio para quem ganha meia dúzia de tostões. Dizem que podemos chegar longe porque temos dos melhores jogadores do mundo; eu acho que o Figo está lá pela selecção e o Cristiano Ronaldo gosta mais das quinas do que da Merche.

Bem, espero que ao menos sirvam para deixar o México passar, porque se Angola vai aos oitavos o Mundial perde toda a credibilidade competitiva.

P.S. a conclusão é que, se o Scolari estava a rezar à Nossa Sra. do Caravaggio durante o sorteio, então ela é mesmo uma gaja cheia de sorte e qualquer dia começo a acreditar na fé.

3 comentários:

Lasanha disse...

Eu até gostava de ver Angola a passar aos oitavos, para ser mais divertido...

Já imaginaste um clássico do futebol Mundial: Argentina-Angola, nem imagino sequer que resultado isso ia dar... :P

Quanto aos tugas, isto vai ser uma desilusão para uns milhões... Viste o Milan na RTP-N a comentar futebol? Ela já avisou os portugueses que ainda iam ter o mesmo destino da Sérvia ("pufff, muito dificil Argentina ou Holanda, pufff, mto dificil" disse ele)

*

Catarina disse...

LoL pra isso nem é preciso perceber muito de futebol

Adepto Fanático disse...

A Holanda são os que nos ultimos 8 anos, sempre que jogaram connosco, nunca ganharam?
O grupo era fácil? Era acessível sim, mas há 4 anos tb era e ninguem criticava o Oliveira antes da competição...
A falta de disciplina é que foi bonita! Devia ser sempre assim não é?