06 julho, 2006

Portugal - França

Pois é, Portugal não vai ser campeão do mundo. A nossa melhor selecção de sempre não passou o teste contra uma França que, dizem os "especialistas de futebol em tempo de selecção", pouco ou nada jogou neste Mundial.
Na ressaca de mais uma eliminação perante os francius, diz-se que fomos roubados e que Portugal merecia pelo menos a final.

Ora, quanto ao jogo e à arbitragem a minha opinião é simples: o árbitro não influenciou o resultado. Ricardo Carvalho faz falta sobre Henry e nenhuma das outras mil tentativas de sacar um penalty de compensação (mesmo à Tuga, pois claro) me parece justificar estas queixas todas. De resto, a França controlou e a verdade é que quando Portugal teve mesmo que assumir o jogo e atacar (pela 1ª vez neste Mundial, saliente-se) não foi capaz de o fazer.
Quanto ao choro todo porque supostamente mereciamos a final acho que, em primeiro lugar, as pessoas deviam estar era muito contentes porque chegar até às meias é, afinal de contas, uma coisa que conseguimos 2 vezes na vida.
Em relação ao mérito, é muito discutível porque eu já ouvi os tais "especialistas de futebol em tempo de selecção" (que são na sua maioria mulheres e metem-me um nojo do pior) a dizerem: "não sei como é que a Itália está na final. Não jogam nada comparados connosco". Por favor, alguém lhes explique o que quer dizer catenaccio. Pronto, já nem peço tanto: emprestem-lhes só uns vídeos da Itália e vejam os jogos com essas pessoas. Expliquem-lhes como não sofrer um golo por sorte e marcar na mesma jogada faz dos italianos temidos, respeitados e mortíferos como ninguém. Expliquem-lhes que isso é futebol. Para quem diz que nós temos um grande ataque e eles só sabem defender, mostrem-lhes a diferença entre um Toni e um Pauleta. Isto é mérito.
Mérito é o que os "velhos" franceses (eu comecei o Mundial a dizer que com estes velhos nem era preciso gente nova...) mostraram ao mundo depois de serem chacinados pela imprensa. Mérito é pegar em meia dúzia de putos "desconhecidos" e fazer uma selecção como a Alemanha de Klinsmann. E mérito é também um país como Portugal lutar contra estes países desenvolvidos dos quais estamos a anos-luz de distância. E não estou só a falar a nível social ou económico. Estou mesmo a falar em termos de futebol, porque em termos de selecção nem podemos comparar títulos porque simplesmente nós não os temos. E, apesar deste mérito e apesar desta selecção ter tido o apoio que nunca nenhuma outra teve, a verdade é que continuamos sem o mais importante: taças.

Mais uma vez, o mal foi sonharem muito alto. É verdade que para chegarem a Berlim só faltou um bocadinho assim mas um tiraço do Maniche ou umas defesas do Ricardo nos penalties não colam todos os dias. Esse bocadinho assim devia ter sido um bocadão a mais de futebol bem jogado. Pronto, admito que eu também sou um bocado exigente.
Se fosse a minha equipa o jogo contra o México preocupava-me imenso, o jogo contra o Irão deixava-me furiosa e o jogo contra Angola dava-me motivos para os ameaçar de morte. Se fosse a minha equipa o jogo contra a Holanda enchia-me de vergonha e o jogo contra a Inglaterra fazia-me acreditar numa santa qualquer. Se fosse a minha equipa depois do jogo contra a França eu ia gritar-lhes ao aeroporto "porque é que nem a perder fazem pela vida?". Se fosse a minha equipa e eu tivesse as mesmas expectativas que os maluquinhos da selecção (ando a tentar arranjar-lhes uma designação mais formal, mas esta parece-me a mais próxima da realidade) exigia um bocado mais: talvez um ponta-de-lança que escusava de ser o melhor marcador de sempre do país, bastava que conseguisse mesmo marcar em jogos contra equipas a sério; talvez dois extremos que escusavam de ser dos melhores do mundo, bastava que fizessem mais do que pensar em contratos com o Inter de Milão e o Real Madrid; talvez um guarda-redes que escusava de defender muitos penalties (com ou sem luvas), bastava que me deixasse segura e que não me tirasse um Europeu na minha própria casa; talvez um treinador que fosse capaz de pensar além de "estou a perder. Vou tirar o Miguel e pôr o Paulo Ferreira. Vou tirar o Pauleta e pôr o Simão. Vou tirar o Costinha e pôr o Postiga", que procurasse opções para além dos convocados que vinham no jornal. Porra, sei lá, bastava um treinador que efectivamente treinasse!!

Enfim, acabou. Agora resta-nos ver os mil anúncios de "Obrigado selecção", "Obrigado Scolari", "Obrigado herói do Montijo" e todas essas parolices ridículas enquanto a Itália e a França ficam com um troféu a sério e nós vamos condecorando uma equipa sem títulos. Mas com "mérito".

10 comentários:

Adepto Fanático disse...

Se a Itália fez Catenaccio neste mundial eu vou ali e já venho...

Anónimo disse...

Este foi o post mais ridiculo que ja vi no teu blog. Afinal não percebes nada de bola!!

Catarina disse...

Ya, é um problema que eu tenho desde sempre :/

Anónimo disse...

um comentario ao post:ROFTLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL
axo k 1º devias de aprender a ver futebol e so depois comentares, mas e normal este tipo de opiniões vindo de portistas..para eles o oliveirinha era melhor...aposto k convocava o baía e o quaresma :D :D
FORÇA PORTUGAL//SCOLARI FICA!!

Bakero disse...

Mas não achas que um país e uma selecção como Portugal chegar às 1/2 finais é um imenso mérito??
Claro que mais uma vez ficámos sem "o mais importante: taças", mas isto é o mesmo que ser adepto de um Marítimo (que fazendo a devida porporção é o que Portugal é no mundo do futebol, mais ou menos), que fica em 4º no campeonato e ficar chateadíssimo porque não conquistou "o mais importante: taças". E revoltado porque venceu o FCPorto por 1-0 com um jogador a menos ou ao Benfica nos penaltys.
Dadas as circunstâncias, dado o peso que Portugal tem no futebol Mundial, dado o efectivo potencial futebolístico, foi uma bela prestação, embora Scolari e jogadores tenham errado aqui e ali.

Ps: E não penso que seja um maluquinho da selecção até porque prefiro 1000 vezes que o meu clube venca o campeonato nacional a Portugal vencer o Campeonato do Mundo...

Catarina disse...

bakero: "E mérito é também um país como Portugal lutar contra estes países desenvolvidos dos quais estamos a anos-luz de distância." -eu não estava a ser irónica, por isso não percebo porque fizeste essa observação. Mas olha só uma pequena nota: eu nunca ouvi jogadores e adeptos do Marítimo tão convencidos que iam ser campeões nacionais como vi estes que iam ser campeões do Mundo.

Pá, acho que nem vale a pena responder aos outros.

1893 disse...

Acho k estamos demasiados habituados a ganhar Catarina. Sinceramente não sei o que o Boa Morte foi la fazer... O Pauleta em 6 jogos no Europeu e 7 no Mundial faz um golo... O Postiga fez isso em 20 minutos no Europeu, e o Nuno Gomes fez agora em 20 no Mundial(Jogo contra alemanha).

Bem, mas e palhaçada de sempre...
Só sei uma coisa, das meias finais nao reza a historia...

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! » » »

Anónimo disse...

Very nice site! » » »

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... Free didrex weight loss information information lcd tvs with hd tuners built in Nuveen cosmetics vegas style baccarat New york lasik vision correction lipitor Learning firewall security system payday loan online Man&aposs leather shoulder bag