24 outubro, 2008

FCPORTO 0 - 1 d. kiev

A 300 quilómetros de distância, sentiu-se o frio que estava no Dragão. Frio de ideias, frio de talento e, o mais preocupante, frio de vontade. (In)felizmente, o campeonato não chega para o nosso clube e, por isso, alguém terá de aquecer aquilo. Em três anos, Jesualdo não conseguiu.

1 comentário:

jessica disse...

nunca mais levo a joana à bola.